ATENDIMENTO 0800 0555 195 Serviços, Sugestões, Denúncias ou Informações Ligar Fechar

Grupo gestor do Água para Todos avalia resultados e metas do programa estadual

 
Investimentos para o quadriênio 2020-2023 para ampliar acesso aos serviços de água e esgoto na Bahia somam R$ 5,2 bilhões.
 

O Colegiado Institucional do Programa Água para Todos (PAT) Estadual reuniu-se na terça-feira (13) por videoconferência na qual foram apresentados os resultados globais do período 2007 a 2021, avaliados os resultados alcançados no primeiro semestre deste ano e as metas para o quadriênio 2020-2023. Participaram do encontro representantes da Embasa, Cerb, Inema, CAR, Conder, SEI, Sudec, Bahiater e Superintendência de Inclusão e Segurança Alimentar (SISA), da Secretaria de Direitos Humanos. A próxima reunião está prevista para acontecer em setembro deste ano. 

 De acordo com Rogério Cedraz, presidente da Embasa, o Programa Água para Todos, criado em 2007, ampliou o acesso a abastecimento de água potável para população baiana e promoveu a melhoria da saúde pública por meio de um conjunto de ações de saneamento básico, de apoio a projetos socioeconômicos e de geração de trabalho e renda. "Desde maio deste ano, a Embasa passou a coordenar o programa e, com isso, estamos organizando a sistemática de acompanhamento e avaliação dos resultados juntamente com os executores e órgãos estaduais envolvidos para alinhamento das ações", declara Rogério.  

Os números obtidos pelas ações do PAT nos 417 municípios da Bahia nesses 14 anos são grandiosos: mais de 6,4 milhões de baianos foram beneficiados com abastecimento de água e mais de 2,8 milhões com acesso a coleta e tratamento de esgoto. No total, foram investidos mais de R$ 6,7 bilhões em ações de abastecimento (R$ 4 bilhões), esgotamento (R$ 2,1 bilhões), saneamento integrado (R$ 22 milhões), projetos socioeconômicos e meio ambiente (R$ 335 milhões) e estudos estratégicos (R$ 104 milhões). 

Esses números são mais do que uma conquista para a Bahia que apresenta índices de cobertura de atendimento significativos no cenário nacional, considerando-se a extensão geográfica do estado e 2/3 do seu território situado em região semiárida com pouca disponibilidade hídrica.  

Para chegar a esses números muito trabalho teve que ser desenvolvido: foram implantadas mais de 1,6 milhões de ligações de água, 934 mil ligações de esgoto e 6.587 sistemas simplificados. Também foram perfurados 7.924 poços e implantadas 232.576 cisternas de consumo, além de 15.696 cisternas de produção. 

Novos investimentos

Dando continuidade ao programa, estão previstos investimentos da ordem de R$ 5,2 bilhões para o quadriênio 2020 a 2023, sendo R$ 3,2 bilhões para abastecimento de água (62,3% do total) e R$ 1,5 bilhão para esgotamento sanitário (29,4% do total). A Embasa será responsável por investir cerca de R$ 4,3 bilhões, ou seja, aproximadamente 84% do total dos recursos disponíveis para esse período.  

voltar
Empresa Baiana de Água e Saneamento S.A.

4ª Avenida, 420, Centro Administrativo da Bahia - CAB, 41745-002, Salvador, Bahia, Brasil

Telefone 0800 0555 195