ATENDIMENTO 0800 0555 195 Serviços, Sugestões, Denúncias ou Informações Ligar Fechar

Embasa refuta acusação da Sedur municipal em relação ao rio Trobogy

A Embasa esclarece que é infundada a denúncia encaminhada pela Secretaria Municipal de Desenvolvimento e Urbanismo (Sedur) ao Ministério Público da Bahia (MP-BA), sobre lançamento de esgoto no rio Trobogy por parte da Embasa. A empresa informa que a estação elevatória de esgoto existente na localidade está funcionando normalmente. Todo esgoto coletado pela empresa em Salvador é direcionado para as estações de condicionamento prévio e tem destinação adequada por meio de emissários submarinos, sem riscos de poluição das praias do município, pois são lançados a mais de 2 quilômetros da costa.

A poluição do Rio Jaguaribe é decorrente da poluição causada por diversos fatores como: lixo (resíduos sólidos), sujeira das ruas e também esgoto lançado clandestinamente por imóveis não ligados à rede pública de esgotamento sanitário, principalmente aqueles localizados em áreas de ocupação irregular da cidade. De modo geral, as ligações clandestinas são feitas nas redes de drenagem que levam a água das chuvas para os rios urbanos, cujo destino final são as praias. Ressaltamos que a Embasa não é responsável pela manutenção das redes de drenagem pluvial, cuja manutenção é de responsabilidade da prefeitura municipal.

É importante ressaltar que além de imóveis que não foram ligados por seus moradores ou proprietários na rede coletora (a lei determina que é obrigação do morador executar a ligação quando o serviço é disponibilizado), existem áreas habitadas onde não há viabilidade para implantação de uma rede convencional por conta da falta de infraestrutura urbana mínima, como macro e micro drenagem de águas pluviais, arruamento, pavimentação e contenção de encostas.

Para a solução desse problema, são necessárias ações de urbanização e reassentamento da população que habita em áreas de preservação permanente de rios. Além disso, é preciso desenvolver ações de fiscalização do uso e ocupação do solo, evitando que a ocupação desordenada continue produzindo novas áreas que inviabilizem a infraestrutura urbana no território municipal, aliadas a políticas habitacionais voltadas para a população de baixa renda.

Investimentos

A Embasa vem realizando uma média de 28 mil ligações por ano em Salvador. Nos últimos dez anos, a empresa investiu cerca R$ 1 bilhão na ampliação e melhoria do sistema de esgotamento sanitário da capital baiana. O resultado foi um salto no índice de atendimento de 74,41%, em dezembro de 2007, para 90,09%, em novembro de 2018, tornando Salvador uma das capitais mais bem saneadas do país.

 

voltar
Compartilhe
nas redes sociais
Empresa Baiana de Água e Saneamento S.A.

4ª Avenida, 420, Centro Administrativo da Bahia - CAB, 41745-002, Salvador, Bahia, Brasil

Telefone 0800 0555 195