Embasa retira "gato" em clube recreativo de Itambé

Um clube recreativo de Itambé, no sudoeste do estado, que estava com ligação suprimida desde janeiro de 2010 e possui uma dívida no valor de R$47 mil, foi flagrado, na semana passada, consumindo água desviada da rede distribuidora da Embasa. O clube foi multado em R$13 mil, referente a um ano de consumo mais multas decorrentes das sanções.

A operação para retirada do by-pass (gato) foi concretizada após uma equipe de combate a perdas da unidade regional da Embasa em Vitória da Conquista detectar a ligação clandestina por meio da tecnologia de geofonamento em ruas próximas ao local. A gerência comercial da unidade estima que o clube consumia, em média, 30 metros cúbicos por mês de água, utilizada para encher a piscina, irrigar dois campos de futebol society e abastecer as áreas sanitárias e cozinha do espaço.

Crime contra o patrimônio

O furto de água é qualificado como crime contra o patrimônio, de acordo com o artigo 155 do Código Penal Brasileiro, cujo parágrafo 3º, ao tratar de furtos, equipara “à coisa móvel a energia elétrica ou qualquer outra que tenha valor econômico”. A pena prevista na lei é reclusão de um a quatro anos e multa.

voltar
Compartilhe
nas redes sociais
Empresa Baiana de Água e Saneamento S.A.

4ª Avenida, 420, Centro Administrativo da Bahia - CAB, 41745-002, Salvador, Bahia, Brasil

Telefone 0800 0555 195
Visite-nos