EMBASA

Glossário

a

Adutora - Tubulação normalmente sem derivações que liga a captação ao tratamento da água, ou o tratamento à rede de distribuição.

Aeração  - reoxigenação da água com ajuda do ar. A taxa de oxigênio dissolvido, expressa em percentual de saturação, é uma característica representativa de certa massa de água e de seu grau de poluição. Para restituir a uma água poluída a taxa de oxigênio dissolvido ou para alimentar o processo de biodegradação das matérias orgânicas consumidoras de oxigênio, é preciso favorecer o contato da água e do ar. A aeração pode também ter por fim a eliminação de um gás dissolvido na água: ácido carbônico, hidrogênio sulfurado.

Afluente ou Tributário - Qualquer curso d'água que deságua em outro maior, ou num lago, ou lagoa.

Afluente ou Tributário - qualquer curso d'água que deságua em outro maior, ou num lago, ou lagoa.

Agência de Água - Instância executiva descentralizada de apoio ao Comitê de Bacia Hidrográfica, prevista na Lei Nacional de Recursos Hídricos e leis estaduais correlatas.

Agenda 21 Global - Documento aprovado em 1992, durante a Conferência das Nações Unidas para o Meio Ambiente e o Desenvolvimento - Rio 92 - contendo compromissos para mudança do padrão de desenvolvimento; processo de planejamento estratégico e participativo que analisa a situação atual de um país, Estado, município e região, e elabora propostas voltadas para o futuro, de forma sustentável.

Agenda 21 Local - Processo participativo multisetorial de construção de um programa de ação estratégico dirigido às questões prioritárias para o desenvolvimento sustentável local. Como tal, deve aglutinar os vários grupos sociais na programação de uma série de atividades no nível local, que impliquem mudanças no atual padrão de desenvolvimento, integrando as dimensões socioeconômicas, político-institucionais, culturais e ambientais da sustentabilidade; pode ser entendida em diversos níveis, como, por exemplo, no Estado, num município, num bairro ou numa escola.

Agrotóxicos - Também conhecidos como defensivos agrícolas, compostos de substâncias químicas utilizados em lavouras, com o objetivo de eliminar insetos, fungos e outros elementos que possam diminuir a produção agrícola. Pesquisadores condenam sua utilização em larga escala, pois esses produtos químicos podem contaminar os alimentos.

Água  - Forma líquida do composto químico H2O. A água é essencial para a vida.

Água Bruta - Água de uma fonte de abastecimento (manancial), antes de receber qualquer tratamento.

Água capilar - Umidade líquida presa entre grãos de solo, seja por atração eletrostática entre as moléculas minerais e da água, seja por forças osmóticas.

Água de tempestade - Volume de escoamento de fluxo de água subterrânea, de fluxo de rio, atribuído a um evento de tempestade.

Água do mar - A água do oceano.

Água doce  - Água que contém muito pouco sal (menos de 0,05 por cento), em comparação com a água salobra (que tem entre 0,05 e 3 por cento). São exemplos de água doce: água dos rios, lagos e lagoas.

Água doméstica - Fonte de água disponível para uso doméstico e geralmente distribuída por um sistema de tubulações.

Água dura - Água subterrânea com sais minerais dissolvidos, geralmente carbonato de cálcio (ou uma combinação de cálcio e magnésio). A água dura não espuma bem com sabão, forma depósitos (escama, CaC03 ou MgCO) em chaleiras e tanques de água quente, e, em casos mais extremos, pode entupir as tubulações, formando depósitos de cálcio nos canos de água.

Água e Saúde Pública - A água, em função da característica de solvente universal, transporta uma série de substâncias químicas e organismos vivos. Esse fato, associado às necessidades humanas de consumo, determina que a água seja um importante veículo de transmissão de doenças, tanto transportando vírus, bactérias e parasitas, como substâncias químicas presentes em teores nocivos à saúde humana.

Água freática - Água que ocupa os vãos dentro de uma rocha ou solo num nível abaixo do lençol de água.

Água pesada  - Água que contém grande proporção de moléculas como o isótopo de deutério de hidrogênio em vez do hidrogênio comum (escrito como D2O ou HDO). Tais moléculas são encontradas em quantidades muito pequenas na água comum. A água pesada, também chamada de óxido de deutério, e usada como um moderador em alguns reatores nucleares.

Água potável - Termo que descreve a água que é segura e palatável para consumo humano.

Água receptora - Qualquer rio, lago ou oceano em que a água servida tratada ou não-tratada é descarregada.

Água residuária - Qualquer despejo ou resíduo líquido, de origem doméstica ou industrial, com potencialidade de causar poluição.

Água salgada - Água que contém concentrações significativas de sal (acima de 3 por cento), como a encontrada nos oceanos. Cf ÁGUA DOCE, SALOBRA

Água servida - Termo geral para o efluente de um sistema de esgoto.

Água tratada - Água tornada potável por um processo de tratamento e que deve atender os padrões estabelecidos pela Organização Mundial de Saúde para consumo humano.

Aguaceiro  - Chuva pesada e intensa que cai repentinamente. Associada ao verão.

Área de Proteção Ambiental (APA)  - Área em geral extensa, com um certo grau de ocupação humana, dotada de atributos abióticos, bióticos, estéticos ou culturais especialmente importantes para a qualidade de vida e o bem-estar das populações humanas, e tem como objetivos básicos proteger a diversidade biológica, disciplinar o processo de ocupação e assegurar a sustentabilidade do uso dos recursos naturais.

Área de Relavante Interesse Ecológico (ARIE) - Uma área em geral de pequena extensão. Com pouca ou nenhuma ocupação humana, com características naturais extraordinárias ou que abriga exemplares raros da biota regional, e tem como objetivo manter os ecossistemas naturais de importância regional ou local e regular o uso admissível dessas áreas, de modo a compatibilizá-lo com os objetivos de conservação da natureza.

Área degradada  - Área onde há a ocorrência de alterações negativas das suas propriedades físicas, tais como sua estrutura ou grau de compacidade, a perda de matéria devido à erosão e a alteração de características químicas, devido a processos como a salinização, lixiviação, deposição ácida e a introdução de poluentes.

Áreas naturais de proteção - Essas áreas são protegidas para fins de manutenção de biodiversidade, pesquisas científicas e conservação de ecossistemas. No Brasil, são divididas em Unidades de Conservação, todas protegidas por leis, e que são as seguintes: - Áreas naturais tombadas - Áreas de proteção ambiental - Áreas de relevante interesse ecológico - Áreas sob proteção especial - Estações ecológicas Parques - Reservas biológicas - Reservas florestais

Áreas naturais tombadas - Áreas ou monumentos naturais cuja conservação é de interesse público, por seu valor ambiental, arqueológico, geológico, histórico, turístico ou paisagístico. Podem ser instituídas em terras públicas ou privadas.

Áreas sob proteção especial - A proteção especial é uma primeira instância de preservação de áreas ou bens, que após estudos mais detalhados podem ter seu status ampliado. São definidas por resolução federal, estadual ou municipal, em áreas de domínio público ou privado.

Assoreamento -  - Diminuição gradativa do leito de um corpo de água pela deposição de material sólido carregado pela água.

Assoreamento -  - Diminuição gradativa do leito de um corpo de água pela deposição de material sólido carregado pela água.

Aterro sanitário - aterro para lixo residencial urbano com pré-requisitos de ordem sanitária e ambiental. Deve ser construído de acordo com técnicas definidas, como: impermeabilização do solo para que o chorume não atinja os lençóis freáticos, contaminando as águas; sistema de drenagem para chorume, que deve ser retirado do aterro sanitário e depositado em lagoa próxima que tenha essa finalidade específica, vedada ao público; sistema de drenagem de tubos para os gases, principalmente o gás carbônico, o gás metano e o gás sulfídrico, pois, se isso não for feito, o terreno fica sujeito a explosões e deslizamentos.

Aterro sanitário - Aterro para lixo residencial urbano com pré-requisitos de ordem sanitária e ambiental. Deve ser construído de acordo com técnicas definidas, como: impermeabilização do solo para que o chorume não atinja os lençóis freáticos, contaminando as águas; sistema de drenagem para chorume, que deve ser retirado do aterro sanitário e depositado em lagoa próxima que tenha essa finalidade específica, vedada ao público; sistema de drenagem de tubos para os gases, principalmente o gás carbônico, o gás metano e o gás sulfídrico, pois, se isso não for feito, o terreno fica sujeito a explosões e deslizamentos.

Voltar

Empresa Baiana de Águas e Saneamento S.A. - Embasa

4ª Avenida, 420, Centro Administrativo da Bahia - CAB, 41745-002, Salvador, Bahia, Brasil

0800 0555 195

Recomendamos Internet Explorer 7 ou superior e Mozilla Firefox 2.5 ou superior Resolução mínima 1024 X 768.
© Copyright 2010. Todos os Direitos Reservados

Governo da Bahia